FRODOBLOG II
   O BRONZIL E A BIENAL

    Fracasso. Essa é a sensação que fica mesmo antes do final das Olimpíadas de Pequim. Fomos com tantas promessas de bons resultados e voltaremos com a frustração estampada em nossos rostos. O que aconteceu? Será que nossos atletas amarelaram ou simplesmente não estavam no mesmo nível dos adversários?...
    O causo é o seguinte: a imprensa brasileira criou mitos para alavancar a audiência e o interesse comercial. Tá certo, o Diego, a Jade, a Daiana, nossos judocas, nadadores e outros favoritos até que mandam muito bem, a nível Panamericano. Alguns deles conseguiram destaque com títulos mundiais em suas categorias e bom desempenho no ranking. Só que Olimpíadas são Olimpíadas, é a nata do esporte mundial competindo com vontade redobrada, e nossos atletas não seguraram a barra, foi demais pro cabeção deles. Eles são culpados?... Não creio. Apenas acreditaram no que diziam os jornais. O caso do Diego foi simbólico: ele realmente não acreditou que caiu de bunda. Já se sentia campeão olímpico antes da apresentação, esqueceu que só termina quando acaba. Resultado: escorregou na própria soberba, como já havia acontecido com a Daiana na Olimpíada passada. A seleção Olímpica tomou um vareio da Argentina, mas alguém duvidou que fosse acontecer? A CBF (leia-se sr. Ricardo Teixeira) fez tudo o que podia para atrapalhar a preparação: o time foi convocado às pressas, o Kaká queria jogar mas o Milan não liberou e nada fizeram a respeito, o Ronaldinho estava fora de forma, e só jogou porque (aí, sim) era do interesse do Milan, para ganhar forma pro campeonato italiano, arranjaram amistosos com times da quinta divisão mundial, em suma, meteram os pés pelas mãos. Chegaram até longe demais. A nossa saltadora Fabiana Murer foi à loucura com a perda do seu material. Se estressou e deu no que deu, numa completa falta de preparo psicológico da atleta. Perder a vara já é horrível, mas perder a medalha é muito pior. Torço para que o vôlei de quadra literalmente salve a pátria, pois até mesmo o de praia, que sempre nos trouxe medalhas de ouro, dessa vez teve que se contentar com prata e bronze.
    Que culpa tem o nosso governo, que não investe na formação de atletas, assim como não investe em educação? Em países civilizados, o estudante ganha bolsa de estudo para praticar seu esporte. O nosso fracasso é o retrato de um país cujos governanates ufanistas se acham maiores e melhores do que realmente o são. Temos que repensar o esporte como um todo no Brasil. Não é possível ver talentos como as nossas meninas do futebol feminino, essas sim, com medalhas de prata dignas de ouro, sem um campeonato organizado, sem ajuda de custo de espécie alguma, totalmente abandonadas pela federação que deveria apoiá-las. São excessões, como César Cielo e Maureen Maggi, nossos medalhistas de ouro até o momento.
    Bronzil é o trocadilho perfeito para o Brasil de bronze que vivemos em Pequim. Duzentos milhões de habitantes e duas míseras medalhas de ouro. Sinto-me decepcionado com a campanha brasileira em Pequim, rídicula para um país do tamanho do nosso e com tanta vocação e talento para o esporte. E eu estou cansado de ser enganado.


EU NA XX BIENAL DO LIVRO - SÃO PAULO/SP.


Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket Photobucket/center>


Escrito por Frodo Oliveira às 01:40 AM
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Esportes

HISTÓRICO



    OUTROS SITES
     ENGLISH TRANSLATOR
     TRANSLATOR GOOGLE
     UOL - O melhor conteúdo
     RECANTO DAS LETRAS
     ORKUT-ME, BABY!
     FRODOBLOG I
     SITE OFICIAL DO FLUMINENSE
     MEU PERFSPOT
     CANÇÃO 01 - A ORAÇÃO DE HABACUQUE
     CANÇÃO 02 - CANÇÃO INGÊNUA
     CANÇÃO 03 - AMIGO
     CANÇÃO 04 - RENOVA O MEU CORAÇÃO
     CRANIK
     ACADEMIA VIRTUAL


    VOTAÇÃO
     Dê uma nota para meu blog!